Diego Brito
 

Diego Brito

Empreendedor, publicitário, palestrante e professor. Há 17 anos no mercado, fundador de diversas agências de marketing digital e propaganda, atualmente CEO na General Marketing.

Quer me convidar para palestrar em seu evento? Me mande uma mensagem.

Diego Brito

Empreendedor, publicitário, palestrante e professor. Há 17 anos no mercado, fundador de diversas agências de marketing digital e propaganda, atualmente CEO na General Marketing.

Facebook Twitter LinkedIn Google+  

Empreendedor, saiba como tirar férias de 30 dias

128
empreendedor férias

Há pessoas que acham que não podem se ausentar da empresa para não correrem o risco de serem substituídas. Na cabeça delas, a empresa tem que achar que, caso elas saiam, ela vai desmoronar. Essa mentalidade – comum tanto no empreendedor (férias são raras), que acha que a coisa tem que depender dele, quanto do funcionário, que acha que, se sair da empresa, será substituído – não leva você para o próximo nível.

Portanto, se você tem uma empresa e tem uma equipe, pode haver dois motivos para você não sair de férias. Motivo nº 1: você não confia na sua equipe, não delega para a sua equipe. Nesse caso, não tem o que fazer, ou você aprende a delegar ou, então, está lascado. Já senti muito isso na pele! Motivo nº 2: você tem uma equipe, mas não confia nela, porque ela não é competente. Então, o que você deve fazer? Você monta uma nova equipe e troca a sua equipe ou você treina a sua equipe ou você explica para a sua equipe quais são motivos que fazem você achar que ela não está atingindo a expectativa.

Agora, se você trabalha para alguém ou para uma empresa e acha que a maneira mais fácil de garantir o seu emprego é ser indispensável para a empresa, acorde! As empresas hoje estão com você, porque elas veem que você se alinha com os valores delas e tem um bom desempenho, e não porque você é indispensável.

Confesso que não gosto do funcionário indispensável, porque a pessoa que se torna indispensável não cumpre o seu trabalho corretamente. Isso porque em qualquer negócio de serviços, como é o meu caso que tenho uma agência de marketing, é fundamental documentar tudo o que é feito. Afinal, às vezes você está e outras vezes não, e quando você não estiver, alguém tem que dar andamento ao atendimento àquele cliente ou àquele projeto. Se você não tiver uma documentação daquilo que você está fazendo, quem acaba pagando a conta é o cliente.

Para você se tornar indispensável para a empresa, eu diria que ocorre à medida que você for uma pessoa bacana, competente, inteligente, sábia e que aja sempre com assertividade naquilo que faz. Então, para tirar férias de um mês, você não precisa ser indispensável para que você receba isso como uma honra ou mérito. Na verdade, você tem que ser organizado.

Equipe é igual a time de futebol, se um jogador se machucou ou está contundido, o outro vai lá e o substitui. Se você não tiver uma equipe legal, jamais você vai conseguir sair de férias! Então, tenha uma equipe bacana!

Se você está numa empresa em que a sua equipe não está 100%, converse com o seu superior, converse com os seus colegas, tente montar uma equipe onde um substitua o outro numa necessidade. Se você mapear muito bem o que você faz, se houver uma documentação daquilo que você faz, a outra pessoa vai conseguir dar continuidade ao seu trabalho.

Mas, aí, você pensa: “se eu mapear o que eu faço, o meu chefe vai me demitir!” Isso pode até acontecer se o seu chefe for uma pessoa muito retrógada. Mas se de fato ele for essa pessoa, será que vale a pena você estar trabalhando lá?! Fica a dica!

E se você é empreendedor e não cobra isso dos seus funcionários, passe a exigir que eles documentem e expliquem tudo o que fazem. O meu erro, como empreendedor, foi sempre a centralização. Porém, comecei a perceber que não precisava centralizar tudo e que as pessoas davam conta do recado, o que funciona perfeitamente. Inclusive, quando estou viajando, consigo realizar reuniões rápidas de alinhamento com a minha equipe.

Hoje, toda a tecnologia e o aparato de sistemas que existem nas áreas de marketing, gestão e comunicação permitem que você consiga gerenciar toda a sua empresa remotamente. Por isso, a única dificuldade no meio disso tudo é você se organizar na gestão e ter vontade de fazer acontecer.

Gostou do artigo? Então confira esse vídeo sobre o assunto:


Se inscreva no Canal do YouTube: bit.ly/DiegoBritoBR

Diego Brito

Empreendedor, publicitário, palestrante e professor. Há 17 anos no mercado, fundador de diversas agências de marketing digital e propaganda, atualmente CEO na General Marketing.

Facebook Twitter LinkedIn Google+